A vida é trem bala

COMEÇA A SÉRIE TEMÁTICA “A VIDA É TREM BALA”, NA COMUNIDADE DO CENTRO

“Não é sobre ter todas as pessoas do mundo pra si; é sobre saber que em algum lugar alguém zela por ti.” Foi desdobrando o trecho da música Trem Bala, de Ana Vilela, que a primeira série temática do ano, A vida é trem bala, lotou a igreja na noite de ontem. Os cultos, que acontecem na comunidade do Centro de Palhoça, ainda vão trazer reflexão aos ouvintes nos próximos dois domingos.

Como interpretação da música, Wilhelm Sell, pastor da comunidade, sugeriu que a vida é, muitas vezes, uma contradição. “Aquilo que vivemos não é o que deveríamos estar vivendo”, afirma.  Continua dizendo que o homem só cuida e zela pelo outro quando isso não o prejudica e que há, hoje, uma “objetificação” do mundo e das relações sociais. Citou, ainda, os relacionamentos matrimoniais, que, muitas vezes, existem com base na ideia de que o parceiro precisa sempre suprir a necessidade do outro e garantir-lhe a felicidade.

Lutero, um dos grandes responsáveis pela Reforma Protestante do século XVI, foi mencionado para ilustrar a contradição em que o ser humano vive: segundo o estudioso, o homem é criado para viver em comunhão, fato que não se observa atualmente. Ao tirar Gênesis 3. 1-10 como base, o pastor da comunidade afirma que o ser humano vive – por conta dessa desconexão entre o que fomos criados para ser e o que de fato somos – em meio ao caos, que é a “ausência de Deus”, define Sell.

A mensagem do culto termina com a lembrança de que Deus nos convida a fazermos Dele o centro de nossas vidas, acabando com o caos existencial e vivendo para o que fomos criados: cuidar dos outros. Traz também uma dica para viver em conformidade com as Escrituras: se olharmos as coisas com olhos de Cristo, tudo o que temos se torna dádiva – inclusive, as pessoas a nossa volta, que passamos a zelar, como pede Ana Vilela na música Trem Bala.

O próximo encontro da série, Não é sobre chegar ao topo, será no dia 19 de março, na comunidade do Centro de Palhoça. A programação termina dia 26 de março, com o tema Passageiro prestes a partir. Os cultos acontecem sempre às 19h30.

Por: Sofia Mayer

Comentários

Comentários